Por dentro das notícias

Páginas

26 de ago de 2010

Pernambuco: Cel do Bombeiro diz em Artigo que naquele movimento onde 18 coronéis redigiram um documento e marcharam em direção ao Palácio dos Campos da Princesas está um emenda modificativa a Constituição de Pernambuco que reimplanta o adicional de inatividade e acaba com a promoção imediata, o oficial disse ainda que o tema voltará a tona em novembro, portanto preparesse! É a primeira vez que um oficial fala abertamente sobre o tema já que muitos negam que estão discutindo esse assunto.

                                                                            




PACTO PELA VIDA E SALÁRIO PELA MORTE!



Enquanto o Brasil não assume o compromisso da implantação do Ministério da Defesa Social que implemente a política nacional de segurança pública e cidadania às unidades federativas, Pernambuco partiu de frente! Ainda vai demorar, o Ministério da Defesa Civil! Falta ocorrer desastres e grandes catástrofes!



Mas, não se pode negar que a postura do Governador Eduardo Campos, em avocar pra si o comando da segurança pública do Estado determinado à elaboração de um plano de governo que resultasse num programa, cuja gestão por resultados fosse, além dos órgãos operativos da SDS, mas envolvesse todo o executivo, legislativo e judiciário e, a participação da sociedade civil organizada como um todo, foi sem sombra de dúvida, a forma inteligente de combater à criminalidade e a redução dos índices de violência.



O programa pacto pela vida, assim denominado, veio agregar valores, esforços, fortalecer o Estado e integrar os órgãos operativos e à sociedade pernambucana visando à paz social, a ordem e a tranqüilidade pública pretendida!



O projeto de lei nº 1506/2010 de autoria do executivo referente aos reajustes salariais dos órgãos operativos contendo significativa diferença entre percentuais concedidos, notadamente em prestígio da Polícia Civil violou a política de integração dos órgãos de Defesa Social do Estado, consolidada no Pacto pela vida, cuja repercussão negativa no seio da tropa causa, como de fato causou, inquietação, insatisfação, frustração e descontentamento.



Dezoito Coronéis da PMPE reuniram-se no Comando Geral em apoio irrestrito ao Cmte José Lopes posicionando-se pela insatisfação com a forma diferenciada de tratamento da questão da política salarial, a qual tem influência preponderante na consecução dos objetivos fixados no pacto pela vida!



Em documento próprio, ratificou-se o desejo de se abrir um canal de negociação visando à paridade de tratamento com a Polícia Civil, justificando tratar-se de órgãos operativos do mesmo sistema; solicitou-se que, no futuro, haja participação mais efetiva de representantes da corporação nas discussões salariais; e por fim, o envio de Emenda Modificativa que, em síntese, regulamentaria a concessão do Adicional de Inatividade previsto no art. 131 §§7º e 8º da Constituição Estadual, revogaria o título da promoção imediata e, a aplicação do anexo contendo tabela de novos soldos. O resultado, já se sabe! A promessa de renegociação para novembro de 2010!



Em síntese. Continuemos trabalhando com o mesmo vigor e entusiasmo do Governador torcendo por sua reeleição e, rezando para que essa sonhada integração dos órgãos operativos, um dia, seja total, quiçá salarial, também; enquanto isso, o pacto é pela vida, e, o salário, é o pela morte; entre os três piores do Nordeste e, entre os quatros mais baixos do Brasil!



Portanto, amigo, mude sua postura, se for essa a hipótese! “Não reclame da escuridão, acenda a luz”! Faça isso por você e por sua família! Pense nisso! Feliz aposentadoria!





Abraço fraternal, Ednaldo Costa, uma voz solitária; um grito sozinho de alerta!

Fonte: http://www.adeilton9599.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário