Por dentro das notícias

Páginas

31 de mar de 2010

É VERGONHOSO!

É vergonhoso como são tratados os policíais e bombeiros de nosso país, em São Paulo a semana passada uma policial teve de ser carregada nos braços ferida por defender o esatdo de manifestantes da educação.
Aqui em Pernambuco e em outros estados a situação não é diferente estamos capengando cada vez mais. Enquanto Sergipe e Paraíba saem na frente em melhorar o salário do policíal, Pernambuco continua em impasse. Esperamos que o Governador Eduardo Campos olhe de uma maneira diferente para nossos esposos, pois a tristeza não se abate somente a tropa, mas a todas as esposas, filhos e parentes que vêem a cada dia seus esposos, pais, filhos correndo risco para ganhar ridicularmente esse salário que está ai. O Grupo de Esposas de Petrolina se solidariza com a ACSPE de Pernambuco e com as demais associações inclusive aos Oficiais que desta vez foram ofendidos e ridicularizados diante de delegados civís. Sem o militar para apreender o trabalho civil de nada adianta. Acreditamos que precise haver reconhecimento mutúo por parte do Governo, pois nehuma classe de segurança pública é melhor do que a outra, uma vez que se completam.
Esperamos que o Governador tome uma decisão inteligente  e não espere chegar ao caos.

Mas se tiver de parar as esposas irão ajudar seus maridos pois nossas crianças precisam de pais felizes e menos estressados em defender um país, um estado que não os valorizam.

ESPOSAS NO CEARÁ LUTAM POR DIAS MELHORES1

Cercas de 40 esposas de polícias militares da capital e da cidade de Canindé fecharam nesta tarde o 4º. Batalhão em Canindé por 01 (uma) hora, impedindo a saída e entrada de viaturas, em protesto aos baixos salários, carga horária excessiva, atrasos nas promoções, e a falta de assistência à saúde dos Militares e de seus familiares.




Os familiares dos Militares que participaram do evento, afirmam ser apenas o início das reivindicações que enquanto não ocorrer mudanças nas condições de trabalho e na valorização dos policiais militares, novas ocupações serão feitas, podendo inclusive culminar na ocupação por tempo indeterminado de grandes batalhões na capital e interior do Estado.

ACSPE CONTINUA NA LUTA PELA MELHORIA SALARIAL!





ACS - PE CONVOCA ASSEMBLÉIA GERAL DOS POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES

Imprensa
Publicado: 30/03/2010 às 16:41:05
Visitas: 374



A tropa pediu e a Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados (ACS – PE) realiza nesta quarta-feira (31/03), Assembléia Geral dos policiais e bombeiros militares. Será a partir das 14h, em frente ao IEP, ao lado do Parque 13 de Maio. Contamos com a presença de todos. Todo mundo fardado e desarmado.



Por: Paula Costa
Jornalista





A Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados (ACS - PE) acaba de encaminhar carta ao governador Eduardo Campos. Confira:











CARTA DA TROPA







Ao Excelentíssimo Governador de Pernambuco



Eduardo Campos,











Policiais e bombeiros militares, praças e oficiais, ativos e inativos, em caminhada pelas ruas do Recife. Treze anos depois a cena se repete. Como diz certo ditado popular, “não podemos tapar o sol com uma peneira”. A insatisfação nos quartéis é real. O que ocorreu na tarde desta segunda-feira (29/03), é apenas uma mostra do que poderá acontecer, a qualquer momento.



Sim, amargamos anos e anos de esquecimento por parte dos nossos governantes. A insatisfação aumenta quando tomamos conhecimento que nossos co-irmãos de Sergipe recebem um piso salarial no valor de R$ 3.500 (três mil e quinhentos reais), sem contar com as gratificações. Já o Governo da Paraíba concede nesta terça-feira (30/03), aumento salarial para os Militares Estaduais. Um soldado passará a ter um soldo de R$ 2.400 (dois mil e quinhentos reais).



O mais decepcionante é saber que, segundo dados do IBGE, o Produto Interno Bruto dos dois estados é inferior ao de Pernambuco (R$ 55.505, contra R$ 15.125 de Sergipe e R$ 19.953 da Paraíba). Portanto, inadmissível que os policiais e bombeiros militares pernambucanos recebam tão pouco, diante de tamanha responsabilidade, a qual é diminuir os números da violência



Contando com uma população de 544.039 pessoas, segundo a estimativa do IBGE em 2009, Sergipe tem um efetivo de 6.500 PMs. A Paraíba contava em 2009 com uma população é de 3.769.977, correspodente a 1,9% da população nacional e um efetivo de 10 mil policiais militares. Pernambuco tem uma população de 8.810.256 e um efetivo 17 mil homens.



Diante de tal situação de desconforto relativo ao aumento médio de 40% ao policial civil e apenas 10% ao policial militar de Pernambuco criou-se um desconforto geral da tropa, do Sertão até a Capital. Tal insatisfação deixou a tropa inquieta e cobrando da Associação dos Cabos e Soldados uma mobilização do Estado. Por exemplo, Petrolina tem um efetivo de mais de mil homens que não param de ligar para entidade, desejando parar e descer para a Capital.







Na Capital, a insatisfação é total. A Associação Pernambucana de Cabos e Soldados possui em seu quadro de associados 70% do efetivo de praças, chegando aos 13 mil policiais e bombeiros militares. Até o momento, estamos dando um passo de cada vez, respeitando a legalidade, colocando a sociedade em primeiro lugar e os compromissos de profissionais de segurança que nós somos. No entanto, diante do desejo da tropa será impossível não respaldá-los em sua vontade.



Os policiais e bombeiros militares não aceitam aumento através de gratificações, principalmente porque os inativos não são beneficiados. Pedimos encarecidamente ao Governador do Estado, um soldo digno no valor mínimo de R$ 2.400 (dois mil e quatrocentos reais); tal e qual nossos co-irmãos paraibanos.



Pedimos avaliar o nosso pleito com o devido respeito aos profissionais de Segurança, elementos “número um”, no combate a violência e responsáveis pela diminuição dos índices de criminalidade em 12%. Solicitamos um posicionamento URGENTE, devido a situação drástica, uma tragédia em forma de paralisação que pode ocorrer. Sabemos que Vossa Excelência possui poderes legais para tal.















Recife, 30 de março de 2010















Atenciosamente,







a) Renílson Bezerra dos Santos



Coordenador da ACS







Fonte: http://www.acspe.com.br/

Fernando Bezerra Coelho fica no cargo e não é candidato ao senado!




Depois de uma conversa difícil com o governador Eduardo Campos (PSB), na manhã de ontem (30), o secretário de Desenvolvimento Econômico Fernando Bezerra Coelho abdicou de disputar o Senado e optou ficar no Governo.




Em contrapartida, o sertanejo pode ser indicado pelo PSB a algum ministério em um eventual Governo Dilma Rousseff (PT), segundo revelaram governistas.



Para vincular a imagem de Bezerra Coelho à de Dilma, o socialista assumirá a função de coordenador da campanha da petista no Estado – posto que deve dividir com alguém do PT.



Fonte: http://www.carlosbrito.com/