Por dentro das notícias

Páginas

6 de abr de 2010

Apenas recebir!


Decepicionado com a maioria dos coroneis e Ten Cel's da PMPE e CBMPE, se venderam e abandonaram a tropa: COVARDES! Ficarao na historia...


10 minutes ago via Gravity

capitaoassis


Vlademir Assis

Olha ai a realidade!


Recebi este Email, olha ai o porque do silencio


dos oficiais!



COMO MUITOS FALAVAM!













Hoje estranhei tantas reuniões de comandantes com suas tropas no

auditório da OME em q sirvo... Todas com o mesmo conteúdo: Q não há mais

tempo p/ aprovação de um novo salário p/ os PPMM, além do q já foi

votado, q devemos ter paciência, aguardar até novembro, blá, blá,blá... Em

seguinda entendi o pq de uma mudança de opinião tão repentina... Saiu

na 2ª página da Folha de Pernambuco, numa coluna q esqueci até d olhar o

nome, tamanha a minha surpresa, q o governo aprovou uma nova

gratificação para os coroneis de 3.000,00 q será incorporada ao soldo no

momento da transferência para a reserva remunerada para compensar a

gratificação de risco de vida de 2.500,00 q eles perdem qdo se

aposentam.

Vcs acreditam nisso? Estou estarrecida e chocada! Mais uma vez fomos usados pelos oficiais na busca de suas questões

pessoais... Toda aquele história d igualar salário, de união, etc era

tudo teatro p/ eles conseguirem mais este benefício e a tropa q se

arrume só c/ o soldo qdo for pra casa.



Verifiquem no jornal, procurem c/ cuidados pq obviamente tá escrito em letras bem pequenas

próx. ao caderno de política. Inclusive na página em q está uma

reportagem grande sobre a movimentação d ontem na frente da ALEPE, não é

falado mais nada sobre isso.



Consultem e divulguem!

RELATOS DE UM BOMBEIRO!

                                      Elea também precisam de conforto!


  Porque resolvir ser um Bombeiro? Será que eu não poderia ser médico? dizem que um médico ganha muito dinheiro.
Porquê resolvir ser um Bombeiro? Será que eu não poderia ser político? Dizem que os maiores salários desse país são dos políticos.
Porquê resolvir ser um Bombeiro? Será que eu não poderia ser um empresario da Imformática? Dizem que é uma  profissão que estará sempre em ascênção.
Porquê resolvir ser um Bombeiro? Será que eu não poderia ser um Governador? Dizem que é uma profissão bastante lucrativa porque as classes que mais defendem o povo é por ele menos pagas.
Porquê resolvir ser um bombeiro? Será que eu não poderia ser um dono de Bingo, pois daria muito lucro porque todo mundo gosta de jogo e  daria bastante dinheiro.
Porque resovir ser Bombeiro?
Ah! descobrir é porque não sou daqui, vim do céu sou um anjo de passagem!
Mas não me disseram que como anjo eu iria precisar muitas vezes de meus amigos de morada

POLICIAIS FEMININAS!

                                            Graciane Policial Feminina do 5º BPM



Hoje não sou só esposa ou filha Sou pai, mãe, arrimo de família Sou caminhoneira, taxista, Piloto de avião, policial feminina, Operária construindo Ao mundo peço licença Para atuar onde quiser Meu sobrenome é COMPETÊNCIA E meu nome é MULHER.

Foi na década de 1950 que surgiu a ideia de empregar mulheres em missões policiais no Brasil, com o intuito de sanar lacunas existentes na organização policial.




Ao observar a inclusão de mulheres no contingente policial em vários países da Europa e nos EUA, constatou-se que a mulher seria mais indicada para atender certas ocorrências no setor de segurança pública, como, por exemplo, a prostituição e a delinquência juvenil.



Em 1953, Hilda Macedo, assistente da cadeira de criminologia da Escola de Polícia, cujo titular era o professor Hilário Veiga de Carvalho, defende a igual competência de homens e mulheres ao apresentar, no I Congresso Brasileiro de Medicina Legal e Criminologia, uma tese sobre a Polícia Militar, onde escreve: "a criação da Polícia Feminina é, pois, de se aconselhar formalmente, sendo encomiástico um voto para seu imediato estabelecimento consubstanciando uma corporação que formará harmonicamente ao lado de seus irmãos, os policiais, para o melhor cumprimento da lei de da manutenção da ordem, dentro dos ditames da compreensão, do auxílio e da bondade".



Em 1955, o governador do Estado, Jânio Quadros, encarregou o diretor da Escola de Polícia, Walter Faria Pereira de Queiroz, de estudar a criação em São Paulo de uma polícia feminina.



Em 12 de maio de 1955, sob o Decreto 24.548 , institui-se, na Guarda Civil de São Paulo, o corpo de Policiamento Especial Feminino e, na mesma data, Hilda Macedo tornou-se a primeira comandante do Policiamento Especial Feminino.



Estava criada, assim, a primeira Polícia Feminina do Brasil, pioneira também na América Latina, sendo-lhe atribuídas as missões que melhor se ajustavam ao trabalho feminino conforme as necessidades sociais da época: a proteção de mulheres e jovens. Em 26 de maio do mesmo ano, publicou-se o Decreto 24.587 , o qual relacionava os requisitos para o ingresso no Corpo Especial. Dentre as 50 candidatas, 12 foram selecionadas para a Escola de Polícia, para um curso intensivo de 180 dias. As 12 mulheres escolhidas e sua comandante foram chamadas "as 13 mais corajosas de 1955".



Nestes 54 anos de existência, ampliamos nossas missões e passamos a atuar, além do policiamento ostensivo, em outras atividades como: trânsito, bombeiro, choque, policiamento rodoviário, ambiental, policiamento com apoio de motocicletas ou bicicletas, radiopatrulhamento, policiamento escolar, corregedoria e assessoria policial militar, inclusive a da Assembleia Legislativa que, atualmente conta com um efetivo de 20 policiais femininos.



No dia 1º de fevereiro de 2001, o governador Geraldo Alckmin, criou, no âmbito institucional, o Dia do Policial Militar Feminino, com o intuito de não se perder um fato significativo na história do Brasil e na bela trajetória da polícia no Estado de São Paulo.



Somos mulheres policiais, mães, trabalhadoras que servem com coragem e bravura à nação, nestes quase 55 anos de muitas realizações, cada qual escrevendo um trecho dessa trajetória, ciente de que há ainda muito a ser feito, com amor e sem nunca deixar de ser mulher. Agradecemos e estamos sempre a postos!




Autor: Da Assessoria Policial Militar da Assembleia Legislativa

POLÍCIA TEM DE VOTAR EM POLÍCIA!




Policiais e Bombeiros do Brasil, as eleições se avizinham e temos que tomar as melhores decisões para o nosso futuro.



Quem disser que tem a “fórmula mágica” para que mudemos radicalmente nossa realidade está mentindo, mas toda e qualquer solução proposta passa pelo nosso fortalecimento político, seja ela na Assembléia Legislativa, Câmara dos Deputados, Governo do Estado e Governo Federal (tomem como exemplo a PEC300).



As últimas eleições para Deputado Federal, Deputado Estadual e Vereadores, foram verdadeiras demonstrações de como desperdiçar votos.



Tivemos candidatos militares das mais diversas classes, concorrendo a todos os cargos eletivos e como consequência, NÃO ELEGEMOS PRATICAMENTE NINGUÉM..!



Em contrapartida, já elegemos candidatos que não honraram a confiança da tropa e que macularam a imagem da corporação, os quais me recuso a sequer citar seus nomes.



TEMOS QUE TOMAR A DECISÃO CERTA DE QUEM IREMOS ELEGER E VAMOS ELEGER OS CANDIDATOS QUE SÃO POLICIAIS.



Ao ser dada a largada



Os possíveis candidatos devem se preparar para expor à tropa suas propostas.



A tropa deve estar preparada para ouví-los e para escolher quem melhor deve representá-la.



Não nos deixemos enganar novamente e não vamos jogar no lixo nosso voto e nossa força!



UNIDOS SOMOS REALMENTE FORTES..! AGORA É A NOSSA VEZ.