Por dentro das notícias

Páginas

31 de ago de 2010

Associação de Esposas de Militares revoltada com plano de saúde da categoria

                                                              



A Associação de Esposas de Militares do Sertão Pernambucano está revoltada com o descaso no atendimento à saúde em Petrolina realizado pelo Sistema de Saúde dos Militares do Estado de Pernambuco (SISMEPE).
Sobre o assunto a vice-presidente da associação, Jussara Guimarães Batista Bispo enviou uma carta ao Blog. Confiram:
Estamos indignadas com o descaso que vem sendo tratados nossos maridos Policiais Militares (PMs) e Bombeiros Militares (BMs) em relação a saúde. O SISMEPE, que é o órgão responsável pela coordenação da saúde do PM e BM de Petrolina e de todo Pernambuco, tem tratado o pessoal do interior com descaso.
Um fato que está nos causando revolta é a morte do Tenente Reformado George, que sofreu ontem um acidente de carro na estrada de Casa Nova-BA, e percorreu três hospitais. Uma das unidades de saúde foi em Casa Nova e como seu estado estava muito grave, trouxeram para Petrolina, chegando aqui levaram para o Hospital Neurocárdio, onde o atendimento está suspenso a quase um mês, e se negaram a recebê-lo, foi então levado para a Pró-Matre de Juazeiro necessitando ir para a UTI com urgência. A Pró-Matre estava querendo enviá-lo para o Hospital de Urgências e Traumas.
NEGLIGÊNCIA , é a única palavra a ser usada, às 11h que deu entrada na Pró-Matre só foi encaminhado para UTI por volta das 20h. Onde vamos parar senhoras e senhores, e até quando vamos ver nossas famílias entregues ao bel prazer desses governantes, que fingem não enxergar o problema.
Nossos maridos defensores de outras vidas, tendo suas vidas ceifadas sem o mínimo de dignidade. Sabemos que a situação é crítica, pois se um PM ou BM, ou suas famílias adoecerem vão disputar vagas em hospital público.
TRISTEZA, DOR, NEGLIGÊNCIA, INSATISFAÇÃO E DESCASO, são as palavras certas para resumir tudo isso.


Um comentário

  1. fabiana disse:
    Minha cara amiga eu tbm sou mulher de militar ,e estou gravida de (4 meses) E ate hoje espero por uma consuta obstetra e nada,A minha sorte e que estou sendo acompanhada por uma infermeira do posto,que por sinal e muito boa.Mas e ai se eu sentir algo, o que faco…E uma vergonha, porque entao vem o desconto e atendimento nada…
  2. Neilson Evangelista disse: Seu comentário está aguardando moderação.
    Lamentávelmenteessa é a mais pura verdade estamos jogados num canto de sala como uma vassoura velha esperando a hora de ser ateado ao fogo(Morte), estamos nos sentido lesados, pois todos os meses vem descontado no meu contra-cheque o sismepe. Recentemente um amigo bombeiro teve um principio de derrame e foi enviado para a Pró-Matre e logo logo mandado para casa. Precisamos nos unir e pedir providências urgentes. Abaixo o desprezo e luta por uma vida melhor.


    Fonte:www.carlosbritto.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário